nós somos um

16/03/2011

imperfeição

Um dia estaremos sentados na minha cama, e eu vou dizer que já não te amo mais. Vou mostrar todas as feias e grandes cicatrizes que crias-te e vou dizer que és passado. Vou pegar em ti, beijar-te a ultima vez e dizer que já não te quero. Vou pegar na tua mão e com o teu suave dedo vou passa-lo pela minha cicatriz. Vou dizer-te adeus para sempre e vou sorrir. Tu não vais acreditar. Tu vais chorar e vais sofrer tanto como eu sofri. Vais arrepender-te.
(…)
 Nesse dia, eu já não serei eu. Nesse dia eu serei  apenas um vulnerável e absurdo corpo humano. Sem alma, sem amor ou qualquer coisa que se pareça vivo. Nesse dia eu serei uma mulher amarga e sem vida. Nesse dia eu não serei eu, porque sei que o tempo não curou nada, sei porque tentei. Outro rapaz não resultou nada, sei porque tentei. Nesse dia, nesse mesmo dia, nessa mesma vida eu serei uma pessoa feia. Nesse dia, provavelmente terei todas as cicatrizes entreabertas, e se alguma vez me curar realmente curo-me de uma forma retorcida e imperfeita.

3 comentários:

  1. Fiquei de boca aberta.
    Está muito bom, muito profundo.

    ResponderEliminar
  2. Este foi um dos poucos textos que me inspirei na minha vida real. muito obrigada fofinhas lindas (:

    ResponderEliminar